21 C
Quarai
7 de março de 2021

Celulares apreendidos na cadeia são doados a alunos.

Muitas vezes usados como meios de comunicação entre criminosos, celulares apreendidos no Presídio Estadual de São Borja agora serão destinados para algo nobre.
Doze aparelhos encontrados na casa prisional da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul foram doados a alunos da rede estadual de educação. Eles passaram por restauração e ajudarão os estudantes em aulas virtuais durante a pandemia do coronavírus.
 
A iniciativa faz parte de um projeto elaborado pelo Ministério Público. A entrega dos telefones foi feita na última sexta-feira graças ao “Projeto Alquimia II”, que acontece desde 2020. Os alunos que receberam os celulares foram previamente selecionados com base no aproveitamento das atividades escolares, desempenho e necessidade. O governo do Estado colaborou com chips de operadoras, com pacotes de dados móveis de internet.
 
Foto: Ilustrativa

 

Carregando...